MARA PALACE HOTEL

Vale do Paraíba

O Vale do Paraíba é uma região sócio-econômica que abrange a Mesorregião do Vale do Paraíba Paulista no estado de São Paulo e Mesorregião Sul Fluminense no estado do Rio de Janeiro.

Destaca por concentrar uma parcela considerável do PIB do Brasil. O nome deve-se ao fato de que a região é a parte inicial da bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul.

A história do Vale do Paraíba está intimamente ligada ao ciclo econômico do café, período de opulência que deu prestígio e poder político à região. A despeito da cidade de Lorena que começou seu desenvolvimento com o ciclo do ouro nos idos de 1700 devido à passagem pelo Rio Paraíba do Sul.

...

Eufrásia Teixeira Leite

Foi uma investidora financeira e filantropa brasileira. Deixou em testamento uma fortuna que poderia comprar 1.850 quilos de ouro, aos preços da época, e cuja maior parte foi legada a instituições assistenciais e educacionais da cidade de Vassouras. Sozinha, Eufrásia multiplicou várias vezes a fortuna da família e seria bilionária, nos padrões atuais.

Era filha caçula do Dr. Joaquim José Teixeira Leite e Ana Esméria Correia e Castro, sendo neta paterna do barão de Itambé, neta materna do barão de Campo Belo, sobrinha do barão de Vassouras e sobrinha-neta do barão de Aiuruoca. Tinha uma única irmã, Francisca Bernardina Teixeira Leite (1845-1899), e um irmão que morreu na infância.

...

Barão de Campo Belo

Laureano Correia e Castro, Barão de Campo Belo . Avó materno de Eufrásia Teixeira Leite. Foi um fazendeiro e político do século XIX cuja família teve importante participação na criação e primórdios das cidades de Vassouras e Paty do Alferes.

Foi o primeiro presidente da Câmara Municipal da vila de Paty do Alferes criada em 1820.Depois mudou-se para a Vila de Vassouras, onde tinha adquirido em 1821 as fazendas do Secretário e São Francisco do Tinguá. Foi um fazendeiro e político do século XIX cuja família teve importante participação na criação e primórdios das cidades de Vassouras e Paty do Alferes.

...

Barão de Itambé

Francisco José Teixeira, avó materno de Eufrásia Teixeira Leite. O primeiro barão de Itambé, foi um minerador e nobre brasileiro.

Nasceu no então arraial de Nossa Senhora da Conceição da Barra, no estado de Minas Gerais, subordinado à então vila de São João del-Rei. Era filho do capitão Francisco José Teixeira e de Ana Josefa de Sousa. Casou em 1802 com Francisca Bernardina do Sacramento Leite Ribeiro, irmã do barão de Aiuruoca, filhos do Sargento-Mor José Leite Ribeiro e de Escolástica Maria de Jesus Morais.

...

Manuel Congo

foi o líder da maior rebelião de escravos do vale do Paraíba, no Brasil. A revolta ocorreu em Paty do Alferes, no Rio de Janeiro. Manuel foi capturado e morreu enforcado na cidade de Vassouras, em 6 de setembro de 1839.

Em 1838, o centro da economia nacional passava a ser a região sul fluminense, na qual ocorria um intenso desmatamento de terras e introdução do cultivo do café. Cerca de 70% do café exportado pelo Brasil naquela data era colhido nas terras da Vila de Vassouras que incluíam este atual município, mais os de Mendes, Paty do Alferes, Miguel Pereira e parte de Paracambi. As plantações de café também se expandiam pelos municípios vizinhos de Valença e Paraíba do Sul e já eram o principal sustentáculo econômico do Império do Brasil. Paty do Alferes era a mais rica das freguesias de Vassouras e o local original de colonização da região, já que era o caminho mais antigo entre o porto do Rio de Janeiro e as Minas Gerais.

...

Marianna Crioula

Marianna Crioula era uma escrava, como indica o nome, nascida no Brasil, com cerca de 30 anos na época.

Era costureira e mucama (escrava de companhia) de Francisca Elisa Xavier, esposa do capitão-mor Manuel Francisco Xavier. Foi descrita como sendo a "preta de estimação", assim como uma das escravas mais dóceis e confiáveis da sua patroa. Apesar de ser casada com o escravo José, que trabalhava na lavoura, vivia e dormia na casa-grande, sinal de que tinha privilégios concedidos pelos senhores. Na época, os homens eram cerca de 90% dos escravos traficados da África e cerca de 75% dos escravos que trabalhavam nas fazendas de café, portanto um casal de escravos era raro. Manuel Congo foi certamente o principal líder da revolta, e neste momento deve ter se juntado com Marianna Crioula, tanto que os dois foram posteriormente delatados como o "rei" e "rainha" do grupo de sublevados.

Destaques

Natal
Réveillon
Ferias de Janeiro 2018
Bistrô Mara Palace